Cristo nasceu, cresceu, exerceu ministério, morreu e ressuscitou segundo as escrituras!

escrituras

Cristo nasceu, cresceu, exerceu ministério, morreu e ressuscitou segundo as escrituras!
1 Irmãos, lembro-vos do Evangelho que vos preguei, o qual também recebestes e no qual estais firmes.
2 Por meio dele também sois salvos, desde que vos apegueis com convicção à Palavra que vos anunciei; caso contrário, tendes crido em vão.
3 Porquanto, o que primeiramente vos transmiti foi o que também recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras,
4 foi sepultado e ressuscitou no terceiro dia, conforme as Escrituras, [I Corintios 15: 1-4]

Paulo, o Apóstolo, foi enviado aos “sem lei” ou gentios, sabendo qual era seu objetivo. Pregava aos da sinagoga primeiramente e, na rejeição destes, partia para os não judeus:
16 Agora, pois, levanta-te e apruma-te em pé. Foi para isso que te apareci: para te converter em servo e testemunha, tanto das maravilhas que viste de minha parte como daquelas que te manifestarei.
17 Irei livrar-te deste povo e dos gentios para os quais te envio,
18 para lhes abrir os olhos e os converteres das trevas para a luz, e do poder de Satanás para Deus, a fim de que recebam o perdão dos pecados e herança entre os que são santificados pela fé em mim’[Atos 26:16-18]
Para Aquele que o está arregimentando, os seres que necessitam de um Apóstolo, não são semideuses, seres iluminados, ou quase bons, são pessoas que estão em trevas, a apalpadelas em pleno meio-dia:
29 Andarás às apalpadelas em pleno meio-dia como o cego na escuridão; fracassarás em tuas empresas e, não cessarás de ser oprimido e despojado, sem ninguém que te defenda.[Deuteronômio 28:29]
Ainda mais, diz que estes estão sob o poder de Satanás, necessitando de conversão para Deus. Se não estou enganado, o ministério e chamado do tal Apóstolo é levar estes “sem lei” à conversão. Seria possível qualquer ser humano auto mover-se de um poder para outro?
Esta é a Mensagem do Evangelho!
1 Mas a terra que foi angustiada não será entenebrecida. Ele envileceu, nos primeiros tempos, a terra de Zabulão e a terra de Neftali; mas, nos últimos, a enobreceu junto ao caminho do mar, além do Jordão, a Galileia dos gentios.
2 O povo que andava em trevas viu uma grande luz, e sobre os que habitavam na região da sombra de morte resplandeceu a luz.
3 Tu multiplicaste este povo e a alegria lhe aumentaste; todos se alegrarão perante ti, como se alegram na ceifa e como exultam quando se repartem os despojos.
4 Porque tu quebraste o jugo que pesava sobre ele, a vara que lhe feria os ombros e o cetro do seu opressor, como no dia dos midianitas.
5 Porque toda a armadura daqueles que pelejavam com ruído e as vestes que rolavam no sangue serão queimadas, servirão de pasto ao fogo.
6 Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado está sobre os seus ombros; e o seu nome será Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. [Isaias 9:1-6]
Existe Pecado, existe perdão e existe herança (v. Atos 26:18) ainda que muitas ideologias e religiões queiram negar a realidade do Pecado, aos que acreditam de alguma forma na Bíblia, devem estar prontos a aceitar o testemunho que esta dá acerca da condição humana perante Deus. Trevas da ausência da Luz Divina, pecado do egoísmo e autolatria, da independência da origem.
A busca pela liberdade humana, os arrasta ao domínio de outros seres humanos, da cobiça, do capitalismo e afins.
O menino que nasceu, um dia em Belém, não permaneceu menino, mas cresceu e assumiu aquilo que lhe estava prometido, o Reino.
Somente o ofendido pode perdoar o ofensor e por isso dizemos que, o menino que um dia nasceu, é Deus, pois perdoou e perdoa pecados. A fé é essencial!
Voltando ao nosso texto primário, temos Paulo lembrando seus ouvintes acerca do Evangelho pregado aos tais. Que estão ou permanecem no mesmo Evangelho que por eles fora recebido.
No versículo 2 do texto, o autor é enfático em por condição “sine qua non” para que haja salvação, caso contrário terá sido tudo em vão. Se o Evangelho for alterado não haverá salvação! Os que recebem tais evangelhos estarão crendo em vão, esperando numa salvação que não acontecerá!
Em Atos 15 houve uma decisão por parte dos Apóstolos de Jesus Cristo, fora escrita uma carta e entregue em mãos ao já mencionado Paulo. Este por sua vez, de posse da tal carta, percorria as igrejas lendo-a, e diz o texto que as igrejas cresciam, ou seja, na comunhão com a decisão apostólica havia crescimento.
Hoje deparamo-nos com decisões descabidas, de homens que não têm mais comunhão com os Apóstolos fazem muitos anos, e suas obras é quem dizem isto (pelos frutos os conhecereis), e ao dizer comunhão digo pelo que ensinam e vivem serem totalmente desconexo do Evangelho dos Apóstolos. Homens estes que já não fazem uso da leitura diária da Bíblia e da oração.
O ex Saulo de Tarso, repete por duas vezes em sua Carta aos Corintios, que está entregando a estes aquilo que recebera do Senhor, ou seja, eu vos dou aquilo que recebi. Ninguém pode dar aquilo que não recebeu!
Não devemos, portanto, esperar de alguns Apóstolo modernos, que deem ao povo Evangelho Genuíno, pois estes não receberam. Nunca foram chamados, muito menos enviados pelo Cristo, quiçá tivessem sido enviados ao menos pela Igreja (missionários).
Ressureição é tema do tal capitulo 15 da referida Carta, pois para os seguidores do Cristo, tal matéria era essencial e recente. Assim sendo, Evangelho que não possui um Cristo Ressurreto, não é Evangelho de forma alguma.
A expressão “segundo as escrituras”, tem a conotação de afirmar aquilo que estamos dizendo, não estamos enfatuados em mente de seres humanos falhos, ou documentos de inventores de religiões, nos estribamos em escritura e estas inspiradas! Ele morreu por nossos pecados, pois não conseguíamos resolver tal problema, ainda que tentávamos. A lei nunca satisfez a culpa pelo Pecado, caso contrário cessariam as ofertas anuais, mas muito pelo contrário, ano após ano se faziam sacrifícios, provando com isto que, tais obras eram temporárias até o tempo pleno da nossa redenção total.
A saber: Se com a tua boca confessares ao SENHOR Jesus, e, em teu coração creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo.
10 Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. [Romanos 10: 9 e 10]
Justiça vem ao coração que crê que, Deus o Pai ressuscitou dos mortos a Jesus, seu Único Filho, Senhor nosso! Salvação não pode vir de nenhuma outra forma, de nenhuma outra fonte, de nenhum outro Messias. Somente pela Graça, pela fé somente e em Cristo somente e isto somente pela Escritura para que a Glória seja somente de Deus!
Encerro lembrando que, crer que Cristo está vivo aparentemente é fácil, mas seria negligente se não falasse acerca disto, pois em Lucas 24, dois homens deixaram o grupo por não acreditar que Jesus estava Vivo, ou seja, não possuíam ressurreição no coração. Ainda que as irmãs regressaram do túmulo afirmando que Ele estava Vivo, os discípulos as tiveram por gente que está delirando com a perda e visualizando o ente querido.
O Mestre os repreendeu, chamando-os de néscios e tardos de coração em crer em tudo quanto disseram os livros proféticos acerca disto. Bem como disse certa vez narrando acerca de um certo rico e um tal Lazaro, em Lucas 16:29, repreendendo o tal rico ao desejar que um morto ressuscitasse e pregasse a seus irmãos, afim de não terem a mesma sorte que ele. Jesus afirmou que os seres humanos têm a Lei e os Profetas (Escrituras), que os ouçamos.
As escrituras podem ser lidas e cridas por toda e qualquer pessoa, tornando-as sábias para a Salvação:
15Porque desde a infância sabes as Sagradas Letras que têm o poder de fazer-te sábio para a salvação, por intermédio da fé em Cristo Jesus [2Timóteo 3:15]
Desta forma, Salvação só ocorre naquele que crê que Jesus está Vivo e vive por este prisma. Ninguém pense que será salvo vivendo como se Cristo não existisse. Existem pessoas que afirmam ser cristãos e não leem a Biblia, não oram e a última vez que foram a uma Igreja, foi no batizado de seus filhos e isto a 30 anos atrás! Certo é que, alguns se dizem cristãos ou protestantes e são imorais, amorais, antiéticos, irreconciliáveis, amantes do dinheiro, etc.
Salvos serão os que suas vidas demonstram um Jesus vivo no coração, que transpassa toda sua existência!
Os seus discípulos, ouvindo isto, admiraram-se muito, dizendo: Quem poderá pois salvar-se? E Jesus, olhando para eles, disse-lhes: Aos homens é isso impossível, mas a Deus tudo é possível. [Mateus 19:25,26]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s